Presos fogem de penitenciária do interior de São Paulo

Dois detentos do semiaberto do CPP pularam o alambrado e escaparam; nenhum fugitivo havia sido recuperado até as 21h

Sandro Villar, especial para O Estado de S. Paulo

13 Dezembro 2014 | 21h14

PRESIDENTE PRUDENTE - Dois presos, um de 24 anos e o outro de 29, fugiram no começo da tarde deste sábado, 13, do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Pacaembu, no oeste de São Paulo. "Eles fizeram um buraco no primeiro alambrado. Depois, os detentos pularam o segundo alambrado que é mais baixo", resumiu um agente penitenciário. Ele pediu anonimato e também não quis revelar os nomes dos fugitivos.

Eles seguiram na direção da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros e, até às 21h, não haviam sido recapturados. O fugitivo de 24 anos, que veio de Promissão, cumpria pena por tráfico de drogas. O mais velho, que morava em Dracena, foi condenado por furto e roubo.

Os dois estavam no pátio quando decidiram fugir. Um agente penitenciário, que estava numa das torres, chamou a Polícia Militar, que realizava buscas na região à noite. O CPP foi construído para abrigar até 700 detentos do semiaberto, mas, atualmente, está com o dobro de sua capacidade.

Mais conteúdo sobre:
Pacaembu Fuga de prisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.