Presos ficam dez horas dentro de viatura em delegacia de SP

Delegado teria dito que só receberia os detidos após receber laudo sobre autenticidade de droga apreendida

Andressa Zanandrea, Jornal da Tarde

10 de janeiro de 2008 | 08h52

Dois suspeitos de tráfico de drogas ficaram durante dez horas dentro de uma viatura da Polícia Militar até serem levados para dentro do 20º Distrito Policial, da Água Fria, na Zona Norte. O delegado de plantão, Antônio Carlos Diniz, teria dito aos policiais que só receberia os presos após a droga - 19 cápsulas de cocaína - voltar do Instituto de Criminalística (IC), onde passou por perícia. Luís Carlos Ribeiro Alves, de 24 anos, e um menor de 17 anos, foram detidos por homens da 3ª Companhia do 43º Batalhão por volta das 17 horas de quarta-feira, 9. Após uma denúncia anônima, os policiais foram até a Rua Pedro Vaz Rego, na favela da Vila Albertina, e prenderam a dupla, após constatar o tráfico. Os dois foram levados, juntamente com a droga, até a delegacia. Os policiais militares, no entanto, teriam sido informados de que não poderiam entregar os presos de imediato à Polícia Civil - só após o laudo de que substância era realmente entorpecente. A cocaína saiu para o IC por volta das 21h30, e retornou ao DP às 3h15, quando, finalmente, os presos foram retirados da viatura e levados para dentro do distrito. Enquanto isso, a viatura ficou parada em frente à base da Polícia Militar, sob vigia dos PMs, que podiam estar na rua combatendo outros crimes. O delegado foi procurado, mas não quis falar à reportagem para comentar o assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
tráfico de drogasSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.