Presos fazem dois reféns há quase 21 h em cadeia do interior

Justiça aceita pedido de transferência de adolescente à Fundação Casa, mas presos não se rendem

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

04 de dezembro de 2007 | 13h26

Um agente penitenciário e um preso eram mantidos reféns há quase 21 horas pelos detentos que iniciaram uma rebelião na tarde de segunda-feira, 3. O motim começou às 16h30 de segunda na Cadeira Pública de Rinópolis, no interior de São Paulo, e dos 21 detentos rebelados, pelo menos seis são menores de idade. De acordo com a polícia, os detentos colocaram fogo em colchões duas vezes. Eles exigem a transferência de três adolescente que estão presos na carceragem da cadeia para a Fundação Casa (Ex-Febem). Além disso, os presos querem mudanças no sistema de visitas. Segundo a polícia, a transferência dos menores já foi providenciada pelo juiz. A cadeia possui capacidade para 24 presos e abriga atualmente 21 pessoas. O delegado seccional da cidade e o juiz corregedor de Tupã, cidade vizinha a Rinópolis, continuavam as negociações no início da tarde desta terça.

Tudo o que sabemos sobre:
refénsrebeliãoRinópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.