Presos fazem carcereiro refém há mais de 15 horas no interior

Em Rinópolis, detentos exigem transferência de adolescentes e querem mudanças no sistema de visitas

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

04 de dezembro de 2007 | 08h25

Um grupo de 21 presos mantêm um carcereiro refém há mais de 15 horas na Cadeira Pública de Rinópolis, a 574 km de São Paulo. Eles se rebelaram às 16h30 de segunda-feira, 3, quando o policial foi dominado por um grupo de presos que estava armado com estiletes. Os detentos eram levados do pátio, onde tomavam banho de sol, para uma das cela da prisão. Quadrilha mantêm 6 reféns em lanchonete de Poços de Caldas  De acordo com a polícia, os detentos colocaram fogo em colchões duas vezes. Eles exigem a transferência de três adolescente que estão presos na carceragem da cadeia e querem mudanças no sistema de visitas. Segundo a polícia, a transferência dos menores já foi providenciada pelo juiz. A cadeia possui capacidade para 24 presos e abriga atualmente 21 pessoas. Segundo o carcereiro da delegacia, estão sendo aguardadas as presenças do delegado seccional da cidade e do juiz corregedor de Tupã, cidade vizinha, para recomeçarem as negociações. Ainda segundo a polícia, todas as reivindicações dos presos, como a mudança no sistema de visitas, foram aceitas pela Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.