Presos em São Paulo golpistas que lucraram cerca de R$ 3 milhões

Quadrilha aplicava golpes em todo o Brasil por meio de empréstimos pessoais

Gheisa Lessa, Estadão.com.br

03 Abril 2012 | 17h13

SÃO PAULO - Quatro golpistas foram presos em flagrante na manhã desta terça-feira, 2, na zona leste de São Paulo. A quadrilha atuava em todo o Brasil por meio de empréstimos pessoais e, segundo a Polícia Civil, roubou cerca de R$ 3 milhões. Os presos irão responder pelos crimes de formação de quadrilha e estelionato.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), há dois meses uma vítima registrou uma denúncia. Posteriormente, as investigações sobre o caso identificaram outras vítimas espalhadas pelo Brasil.

A quadrilha oferecia em jornais serviços de crédito pessoal, sem exigências que pudessem burocratizar o processo. Os números de telefones colocados nos anúncios auxiliaram na localização da quadrilha. As linhas indicaram que o grupo atuava em uma residência na zona leste de São Paulo. A sede da quadrilha, localizada na rua João Abreu Castelo Branco, do bairro Cidade Líder, foi invadida, por volta das 9h30, por cerca de 20 agentes da Polícia Civil.

Os integrantes da quadrilha trabalhavam no local das 9h às 16h, seguindo horário de funcionamento das agencias bancárias. Foram presos em flagrante André Cabrau Angelo, 28 anos, Elen Alves de Lima, 29 anos, Eglen Alves de Lima, 34 anos, e Camila Andrade de Amorim, 19 anos.

Na casa foram encontrados documentos, R$ 1.000 em dinheiro. As investigações apontaram que as quantias eram movimentadas em contas bancárias de laranjas. Uma das contas é de uma pessoa já falecida e outra de uma funcionária que trabalha no lixão.

Mais conteúdo sobre:
quadrilha golpe golpista empréstimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.