Presos dois acusados de furto no Aeroporto de Cumbica

Segundo a polícia, eles furtaram 16 relógios da bagagem de uma comerciante angolana

Marcelo Godoy,

26 de abril de 2013 | 20h53

A polícia prendeu José Andres Rodrigues Velarde, de 27 anos, e Wilfredo Sairama Cholima, de 30, no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, sob a acusação de eles terem furtado a bagagem de uma comerciante angolana que se preparava para embarcar para seu país.

Os dois acusados são peruanos e ambos já haviam sido presos anteriormente em São Paulo por causa de furtos na cidade. "Eles estavam com 16 relógios que haviam sido retirados da vítima", disse o delegado Marcelo Caio Ferrari, da Delegacia do Aeroporto da Polícia Civil.

A suspeita é de que a dupla atuasse não só no aeroporto como também em hotéis dos Jardins, na zona sul de São Paulo. Por volta das 13 horas desta sexta-feira, dia 26, os acusados se aproximaram da vítima, a comerciante Graça Domingos Correa Augusto, que estava na fila de embarque de um voo para Luanda da Taag - companhia angolana de aviação.

Enquanto um dos acusados distraía a vítima, o outro apanhou sua bagagem. Cerca de 15 minutos depois, os acusados foram flagrados por investigadores. Durante a revista, os relógios foram encontrados. "O pai da vítima estava na delegacia prestando queixa do furto quando chegaram os detidos", contou o delegado.

A comerciante, que estava já embarcada, desceu do avião e foi à delegacia, onde reconheceu os relógios. Os dois foram autuados em flagrante pela polícia por furto e deviam ser levados a uma carceragem em Guarulhos, pois somente a Justiça pode, se for o caso, fixar fiança para o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.