Presos dizem que só se rendem após detento ser transferido

Detentos fazem reféns um preso e um carcereiro; cinco menores aguardam transferência para a Fundação Casa

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

04 de dezembro de 2007 | 14h53

Os 20 detentos que mantêm dois reféns desde a tarde de segunda-feira, 3, na Cadeia Pública de Rinópolis, no interior de São Paulo, aguardam a transferência de um dos presos para se renderem, segundo informações da polícia. Josué de Souza Silva, considerado um dos líderes do motim, foi transferido para a penitenciária de Franco da Rocha, na região metropolitana de São Paulo. Os detentos só vão liberar os dois reféns, um preso e um carcereiro, e permitir a transferência dos cinco menores para a Fundação Casa, quando o detento chegar à penitenciária, de acordo com a polícia. Um outro detento, Anderson Corrêa, também já foi levado para a penitenciária de Getulina, no interior de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
PrisãoRinópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.