Presos delegado e investigador acusados de fraudar liberação de caminhões

INVESTIGAÇÃO

, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2010 | 00h00

Um delegado e um investigador acusados de fazer parte de um esquema criminoso de liberação de caminhões roubados foram presos ontem pela Corregedoria da Polícia Civil. Contra eles há acusações de falsidade ideológica e formação de quadrilha. O delegado Benignes Silva Junior e Luis Gonçalves eram plantonistas na Delegacia de Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. Segundo a denúncia, eles liberavam caminhões roubados apreendidos que tinham chassi raspado ou placas falsas. A quadrilha registrava boletim de ocorrência com uma falsa vítima de roubo ou comprava os documentos de uma vítima verdadeira. Daí, procurava a polícia para obter a liberação do bem apreendido. Sem que uma perícia fosse feita para saber se quem reclamava o veículo era o verdadeiro dono, os caminhões seriam liberados pelo delegado. Cerca de 80 teriam sido entregues a criminosos. Antes da prisão, eles haviam negado as acusações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.