Presos chineses com documentos falsos em Ribeirão Preto

Eles estavam tentando tirar passaporte na Polícia Federal; ambos serão deportados, já que estão irregulares

Brás Henrique, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2008 | 17h37

Dois chineses foram presos pela Polícia Federal (PF) de Ribeirão Preto, na segunda-feira, 3, por utilizarem documentos falsos em requisições de emissões de passaportes. Não existem, por enquanto, provas que liguem os dois. Seriam casos isolados. Os agentes federais do Setor de Passaporte desconfiaram das autenticidades dos documentos apresentados e compararam os dados informados - datas de nascimentos, idades reais, nacionalidades. Eles gastaram cerca de R$ 18 mil com as falsificações. A PF vai iniciar o processo de deportação de ambos, já que estão irregularmente no Brasil. Um dos chineses usou certidão de casamento falsa para requerer carteiras de reservista e de CPF, mas foi preso ao tentar obter o passaporte. No estabelecimento comercial desse chinês ainda foram encontradas duas máquinas caça-níqueis. Ele responderá processo por crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso, contrabando e contravenção penal por exploração de jogos de azar. O segundo chinês usou certidão de nascimento, reprovada na análise técnica da PF, e responderá por falsidade ideológica e uso de documento falso.

Tudo o que sabemos sobre:
PFpassaportechinesesRibeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.