Presos 2 engenheiros na Mooca

Dois engenheiros foram presos em flagrante na tarde de ontem, por tentativa de suborno e adulteração do local onde um servente morreu, em um canteiro de obras na Mooca, zona leste de São Paulo. Takao Kageyama, de 65 anos, e Roberto Bussab, de 63, responsáveis pela obra na Rua Padre Raposo, 909, foram autuados em flagrante por corrupção ativa e fraude processual.

, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2010 | 00h00

José Aparecido Ferreira da Silva, de 18 anos, morreu após cair de uma altura de 3 metros no poço do elevador. A vítima foi atingida por um carrinho com concreto que caiu no poço.

Segundo a Polícia Militar, Kageyama pediu a funcionários que fechassem a porta de segurança do elevador, que estava aberta no momento da queda de Silva. Já Bussab teria oferecido R$ 10 mil para que os policiais militares omitissem a descaracterização do local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.