Mais 4 vítimas da chuva são encontradas no RJ

Corpos foram achados em soterramento de 8 casas em Sapucaia; no total, 22 pessoas morreram na cidade. Buscas foram encerradas ontem

FÁBIO GRELLET , RIO , MARCELO PORTELA , BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2012 | 03h03

Mais quatro corpos foram encontrados ontem sob a terra que deslizou na última segunda-feira no distrito de Jamapará, em Sapucaia, no centro-sul do Estado do Rio. Agora, são 22 as vítimas das chuvas na cidade - 21 no deslizamento que soterrou oito casas e um Fusca e 1 no desabamento de uma casa, em outro bairro da cidade. Em todo o Estado do Rio, em 2012, a chuva já causou a morte de 24 pessoas - além das 22 em Sapucaia, uma em Laje de Muriaé e outra em Miguel Pereira.

Com o encontro dos últimos corpos, ontem à noite, as buscas em Sapucaia foram encerradas, já que não há registro de outros desaparecidos. Ontem não choveu forte na região. De manhã, foram enterrados os cinco parentes soterrados na última segunda-feira dentro de um Fusca, onde se abrigaram durante a chuva para tentar se proteger - o carro acabou embaixo do deslizamento, enquanto a casa da família ficou de pé.

Em todo o Estado do Rio, sete municípios estão em situação de emergência: Laje do Muriaé, Santo Antônio de Pádua, Itaperuna, Italva, Cardoso Moreira, Miracema e Aperibé. Cardoso Moreira tem a situação mais crítica, com 4.734 desalojados e 1.064 desabrigados.

Em Areal, na região serrana, um deslizamento interditou uma estrada municipal ontem à tarde, mas não houve vítimas.

Situação em Minas. Apesar de a chuva ter diminuído de intensidade na maioria das regiões de Minas, o número de pessoas que tiveram de deixar suas casas não para de crescer no Estado. Em dois dias, o número de desalojados cresceu 264,81% e passou de 12.875, na terça-feira, para 46.970 ontem, segundo balanço divulgado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec). Já o de desabrigados passou de 1.240, na terça, para 3.145 ontem. No Estado, 137 cidades já decretaram situação de emergência.

Ontem, os bombeiros retomaram as buscas por Roseli do Nascimento, de 45 anos, que está desaparecida desde que foi arrastada por uma enxurrada na segunda-feira, em Além Paraíba, na Zona da Mata mineira. A cidade foi devastada pela tempestade, que causou a morte de três pessoas, uma delas não identificada.

É na Zona da Mata, a região mais afetada pela chuva, que estão outras cinco cidades que engrossam a lista de municípios em situação de emergência: Pedra do Anta, Senhora de Oliveira, São Miguel do Anta, Simão Pereira e Antônio Prado de Minas.

São Paulo. Áreas de instabilidade que se deslocaram da região de Campinas provocaram chuvas em vários pontos da capital, ontem. Na Grande São Paulo, a chuva foi mais intensa em Embu, Taboão da Serra, Santana de Paranaíba e Embu-Guaçu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.