Preso um dos acusados de assaltar banco e fugir pelo Metrô

Homem teria sido alvejado por PM antes de ser capturado; três armas são apreendidas

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

30 de novembro de 2007 | 17h19

Um dos acusados de participar na tarde desta sexta-feira, 30, do assalto a uma agência do Bradesco na Praça da Liberdade, centro de São Paulo, foi detido na Rua Glicério, no Cambuci. O preso teria sido baleado momentos antes por um soldado da Polícia Militar (PM) quando tentava fugir pela Estação Sé do Metrô. O policial estava de folga e ao perceber a ação do suspeito disparou contra ele. O Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) informou que também foram apreendidas três armas.  Passageiros socorrem mulher que passou mal após tiroteio Ouça o relato de Almir Leite  Estação Sé do Metrô é fechada após tiroteio na plataforma'Situação era tensa e Sé teve pânico generalizado', diz repórter Segundo a Secretaria da Saúde paulistana, um dos homens baleados durante a perseguição estava sendo encaminhado ao centro cirúrgico do Pronto-Socorro Vergueiro nesta tarde, mas ele não corria risco de morte. A segunda vítima alvejada levou um tiro de raspão na cabeça. Ela deveria receber curativos e ficaria em observação por seis horas. As outras 13 pessoas que passaram mal e deram entrada no PS devem ser liberadas no decorrer desta tarde, de acordo com a secretaria.

Tudo o que sabemos sobre:
MetrôTiroteio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.