Preso suspeito de matar mulher em assalto a condomínio em Vinhedo-SP

Preso confessou participação no assalto mas negou autoria do assassinato; outros dois adolescentes que teriam participado do crime já foram identificados

Fabiana Marchezi, estadão.com.br

02 Setembro 2010 | 15h27

SÃO PAULO - Um ajudante de 19 anos foi preso na manhã de quarta-feira, 1º, por suspeita de participação no assalto que resultou na morte de uma mulher de 55 anos em um condomínio fechado, em Vinhedo, no interior de São Paulo.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o preso confessou a participação no assalto a uma casa de um condomínio, porém negou ter atirado na vítima. O latrocínio - roubo seguido de morte - aconteceu no último dia 27. Dois adolescentes, ambos de 17 anos, suspeitos de participação no crime, também já estão identificados.

 

Durante as investigações, iniciadas logo após o crime, policiais civis da delegacia da cidade identificaram os três suspeitos. Logo após a identificação dos dois menores, o delegado Álvaro Santucci Noventa Junior solicitou a interdição temporária de ambos, que já têm passagens pela Fundação Casa e estão sendo procurados.

 

O delegado também solicitou a prisão temporária do ajudante à Justiça e foi atendido. O suspeito foi indiciado por latrocínio e permanece preso, à disposição da Justiça, na Cadeia Pública anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas. Após conclusão do inquérito policial, a polícia deve solicitar sua prisão preventiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.