DENNY CESARE/CÓDIGO19
DENNY CESARE/CÓDIGO19

Preso em SP o terceiro suspeito do assalto à Protege

Com ele, foram apreendidos cerca de R$ 50 mil em dinheiro e munições para fuzil em calibre compatível com os usados no assalto

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

22 Março 2016 | 15h55

SOROCABA - Uma equipe do Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar prendeu, nesta terça-feira, 22, o terceiro suspeito de participação no assalto à empresa de transporte de valores Protege, no último dia 14, em Campinas, interior de São Paulo. O suspeito, Nivaldo de Andrade Goes, de 39 anos, foi preso na Vila Olímpia, zona sul da capital.

A PM foi ao local depois de receber uma denúncia anônima. Com ele, foram apreendidos cerca de R$ 50 mil em dinheiro e munições para fuzil em calibre compatível com os usados no assalto. De acordo com a PM, o suspeito é conhecido como “Boris” e tem passagem pela polícia por roubo à transportadora de valores Rodonave, em 2003. Ele foi baleado durante o assalto e acabou preso e condenado pelo crime, estando em liberdade há cerca de seis anos. 

O denunciante informou à polícia que, no dia do assalto, houve uma grande movimentação de carros e pessoas na casa do acusado - algumas carregavam sacos pretos. O suspeito alegou que o dinheiro apreendido vinha de um ponto de tráfico de drogas que operava na Vila Olímpia. A mulher de "Boris" chegou a ser detida, mas foi liberada. Outros dois homens presos anteriormente por suspeita de envolvimento continuam detidos.

Mais conteúdo sobre:
Polícia Militar Campinas São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.