Preso líder do PCC que comandava ''tribunal''

Foi preso ontem de manhã em Indaiatuba, na região de Campinas, Luciano da Conceição Rodrigues, de 35 anos, acusado de liderar o tráfico de drogas em Taboão da Serra e em Embu, na Grande São Paulo, e presidir na região um dos "tribunais do crime" do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Josmar Jozino, O Estado de S.Paulo

14 de maio de 2010 | 00h00

Ele tinha autorização para matar rivais da facção e, segundo investigadores, teria desrespeitado ordem de executar um estuprador. Por isso, foi "condenado" pelo PCC a levar uma surra.

O traficante foi preso minutos depois de sair de um hospital de Indaiatuba. Também foram capturados quatro parceiros, entre os quais seu irmão, Márcio da Conceição Rodrigues, de 33 anos. Com o bando, os policiais apreenderam R$ 6 mil, munição de uso restrito das Forças Armadas e maconha.

Segundo o delegado seccional de Taboão da Serra, Erasmo Pedroso Filho, a quadrilha liderada por Rodrigues era investigada havia dois meses e meio.

Rodrigues é o homem que, em setembro de 2004, colocou 96 bananas de dinamite em um carro para explodir a Delegacia Seccional de Taboão. A Polícia Militar desarticulou o plano.

Em 2006, Rodrigues foi preso em Taboão da Serra. Em 30 de março de 2009, beneficiado pela Justiça para passar a Páscoa em casa, não voltou mais para o Instituto Penal Agrícola de Bauru.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.