Preso em São Paulo motorista acusado de estuprar as filhas e ter um filho-neto

Segundo filha mais velha, pai a ameaçava de morte e de ter a guarda do filho de dois anos tomada

Julia Baptista, da Central de Notícias,

24 de junho de 2010 | 23h09

SÃO PAULO- A polícia prendeu nesta quinta-feira, 24, em Embu-Guaçu, na região metropolitana de São Paulo, um homem acusado de estuprar as filhas de 21 e 16 anos.

 

A estudante, de 21 anos, denunciou o pai à polícia civil de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, em 14 de março. A jovem disse que o filho de dois anos dela é filho dele também. O motorista de lotação teve a prisão decretada na sexta-feira e estava foragido desde então.

 

De acordo com a estudante, seu pai abusou dela durante aproximadamente onze anos, na casa onde a família morava, no bairro do Cipó, em Embu-Guaçu. Há um ano, eles se mudaram para uma casa na região de Parelheiros, extremo sul de São Paulo, e a violência sexual teria continuado. Ainda de acordo com a versão da estudante, ela era ameaçada de morte, e seu pai dizia que tomaria a guarda de seu filho caso ela o denunciasse.

 

O último estupro teria ocorrido no final do ano passado, mas ela o denunciou somente meses depois . Na época, a Delegacia Seccional de Taboão da Serra instaurou inquérito policial para investigar o caso, que culminou na prisão do motorista.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.