Preso é espancado até a morte em CDP de Sorocaba

Detido era acusado de tráfico de entorpecentes e teria sido assassinado por conta de dívida

José Maria Tomazela

02 de maio de 2010 | 17h49

SOROCABA - Um preso foi espancado até a morte numa cela do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba, no final da noite de sábado (1). Luiz Cássio do Prado, de 21 anos, o "Fininho", havia sido preso sob a acusação de tráfico de entorpecentes na manhã do mesmo dia. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba revelou que ele morreu de hemorragia causada por ruptura de vários órgãos, além de ter apresentado fraturas múltiplas e outros traumas. De acordo com a administração da unidade, ele era traficante e teria sido morto por conta de dívidas contraídas com o tráfico.

 

Participaram do crime três agressores e um mandante, que teria dado a ordem por telefone, já que está preso em outra unidade prisional. O autor da ordem de execução seria ligado a uma organização criminosa que atua em presídios. Em 2008, Fininho havia cumprido um ano e oito meses de detenção na mesma unidade por tráfico de entorpecentes. É o primeiro caso de morte no CDP nos últimos dez anos. A unidade tem capacidade para 576 detentos, mas abriga cerca de 1.300.

Tudo o que sabemos sobre:
EspancamentoSorocabapreso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.