Preso comandava tráfico direto da cadeia em Sorocaba

Traficante usava celular para entrar em contato com a irmã e a mulher, que atuavam como 'gerentes' do tráfico

José Maria Tomazela, do Estadão,

29 de agosto de 2007 | 17h50

Com o uso de um celular, o preso Samuel Batista de Paula, de 30 anos, comandava uma rede de distribuição de drogas no município paulista de Sorocaba e região do interior do Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade. A mulher de Samuel, Daiane de Souza, e uma irmã do traficante, Sélvia Rosa de Paula, atuavam como "gerentes" do tráfico do lado de fora. Elas foram presas nesta quarta-feira, 29, por policiais da Delegacia Anti-Seqüestro de Sorocaba juntamente com Jackson César de Sá, também acusado de integrar a quadrilha. A polícia suspeita que o grupo se especializou em abastecer com drogas cadeias e presídios da região. De acordo com o delegado Wilson Negrão, as conversas do preso vinham sendo monitoradas, com autorização judicial, havia quatro meses. Os diálogos, mantidos em sigilo porque o inquérito está sob segredo de Justiça, deixaram clara a liderança de Samuel, revelou o Negrão. "Ele dava ordens e passava as orientações sobre como a droga devia ser distribuída." As "gerentes" faziam contatos com os distribuidores, inclusive presos de algumas penitenciárias. Samuel já foi condenado por tráfico e aguarda no CDP a abertura de vaga no sistema prisional. Agora, ele vai responder a mais um inquérito pelo mesmo crime. As duas mulheres foram levadas para a cadeia feminina da cidade de Votorantim. Jackson será levado para o CDP.

Tudo o que sabemos sobre:
Cadeia de Sorocabatráfico de drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.