Preso acusado de ato obsceno contra passageira do Metrô

Rapaz detido já tem passagem por porte de entorpecentes e furto; para o delegado, os fatos não constituem tentativa de estupro

19 de agosto de 2011 | 04h35

SÃO PAULO - O homem que agarrou uma usuária do Metrô Sacomã (Linha 2-Verde), no dia 19 de julho, e abaixou as calças para mostrar suas partes íntimas, foi preso, na noite desta quinta-feira, 18, nas proximidades da mesma estação do ataque. Pessoas indicaram a policiais militares da 2ª Companhia do 46º Batalhão, que andavam pela região, onde o suspeito, reconhecido por fotos distribuídas na estação, estava.

 

Robson de Jesus do Nascimento, de 28 anos, estava com a barba e o cabelo mais compridos que na época do ataque, informou o delegado plantonista da Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom), Antônio Cassola Filho, para onde Nascimento foi encaminhado. "Ele disse que havia usado drogas e só quis se mostrar para a vítima, não estuprá-la", afirmou o delegado.

 

A mulher atacada foi chamada para reconhecer o suspeito. Filho disse que, caso Nascimento seja identificado como autor da agressão, ele será indiciado por constrangimento ilegal e ato obsceno. Nascimento já foi acusado de furto e porte de entorpecentes.

 

O delegado disse que o ato contra a usuária do Metrô não caracteriza tentativa de estupro. Nascimento será liberado, já que com a alteração no código penal, a prisão preventiva não pode mais ser aplicada aos crimes com pena máxima inferior a quatro anos.

 

Ataque. A mulher, de 34 anos, relatou para a polícia que o homem a segurou pelos braços e, em seguida, tirou a parte de baixo da roupa e um objeto, aparentemente uma faca, de dentro da jaqueta. Houve luta corporal e a vítima conseguiu se desvencilhar e correr. A mulher gritou por socorro e o homem fugiu.

Tudo o que sabemos sobre:
Metrô, estupro, passageiro, ataque,

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.