TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Presídio em Franco da Rocha tem fuga de 27 presos

Ao menos 11 já foram recapturados, segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP)

O Estado de S.Paulo

27 Dezembro 2016 | 11h15

SÃO PAULO - Vinte e sete presos que estavam no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Franco da Rocha, na  região metropolitana de São Paulo, fugiram na madrugada desta terça-feira, 27. Eles não obtiveram o benefício da saída temporária de natal e ano novo e, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), serraram grades e conseguiram pular o muro da unidade de semiaberto. Ao menos 11 já foram recapturados até às 11h45 desta terça. Os presos que forem recapturados devem regredir ao regime fechado.

A Polícia e a Guarda Civil local buscam os outros 18 foragidos. As unidades de regime semiaberto não possuem vigilância armada nem são cercadas por muralhas. Os presos neste regime podem sair para trabalhar e estudar externamente, com autorização judicial. 

Em outubro deste ano houve outra fuga na mesma cidade, quando presos se  rebelaram e 55 escaparam do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Franco da Rocha, o antigo Manicômio Judiciário. Foi a maior rebelião e a maior fuga da história do manicômio, inaugurado em 1933. 

 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Franco da Rocha Polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.