Google Street View|Reprodução
Google Street View|Reprodução

Presidente Wilson e mais 3 vias têm velocidade reduzida

Limite passará de 60 km/h para 50 km/h; para orientar os motoristas, a CET vai instalar faixas e painéis informativos

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2015 | 13h33

SÃO PAULO - A Avenida Presidente Wilson, localizada entre as zona leste e sul da capital e a divisa com São Caetano do Sul, e mais três vias terão velocidade reduzida para 50 km/h a partir da próxima quarta-feira, 14. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai alterar também o limite máximo da Avenida Doutor Francisco Mesquita e das Ruas São Raimundo e Manoel Pereira da Silva. 

Hoje a velocidade permitida nessas vias é de 60 km/h. Para orientar os motoristas, a CET vai instalar faixas, painéis informativos e 76 placas de regulamentação. 

Na Avenida Presidente Wilson, a velocidade máxima valerá para um trecho com 5,5 quilômetros de extensão, entra a Rua da Mooca e a Avenida Guido Aliberti, na divisa com São Caetano do Sul. 

A velocidade de 40 km/h será regulamentada nos trechos entre as Ruas da Mooca e Serra de Paracaína, entre a Rua Presidente Almeida Couto e a Rua Guembé, e ainda na aproximação do cruzamento com a Rua dos Patriotas e também com as Ruas Pedro Fachini e Vemag.

A velocidade máxima de 50km/h será implementada em um trecho de 2,5 quilômetros da Rua São Raimundo, entre a Rua Murta do Campo, na divisa com Santo André, e a Rua Baltar. Já na Rua Manoel Pereira da Silva, a redução de velocidade será em um trecho de 400 metros de extensão, da Rua Baltar até a Rua Industrial. 

Já a Avenida Doutor Francisco Mesquita, paralela à Avenida Presidente Wilson, terá novo limite de velocidade em um trecho com 0,9 quilômetro de extensão, entre a Rua Industrial e a Rua Ibiritama. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
SÃO PAULOTrânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.