Presidente do STJ considera legal a reintegração

Uma decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Ari Pargendler, considerou legal a ação da Justiça paulista, que determinou a reintegração em Pinheirinho. O ministro negou o pedido de liminar que havia sido feito pela União, para validar a decisão da Justiça Federal que impedia a desocupação. A decisão foi divulgada ontem. "Salvo melhor juízo, a ordem judicial, emanada da Justiça estadual, deve ser observada por todos, inclusive pelos demais ramos do Poder Judiciário", escreveu Pargendler.

O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2012 | 03h07

Ontem, a Associação Democrática por Moradia e Direitos Sociais de São José dos Campos recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender a operação de reintegração.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.