Presidente da Câmara de SP protocola recurso e suspende cassação

Na quarta, 12, juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo cassou diploma do vereador Antonio Carlos Rodrigues (PR), que é suspeito de ter recebido doações ilegais durante campanha

Priscila Trindade, do estadão.com.br

13 de maio de 2010 | 19h11

SÃO PAULO - A defesa do presidente da Câmara de Vereadores, Antonio Carlos Rodrigues (PR), entrou nesta quinta-feira, 13, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com recurso contra o pedido de cassação. O pedido foi protocolado nesta tarde, o que suspende a cassação até que seja feita um julgamento do caso.

 

Na quarta-feira, 12, o juiz Aloísio Sérgio Rezende Silveira, da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, cassou o diploma do vereador, tornando o parlamentar inelegível por três anos. Rodrigues é suspeito de ter recebido doações ilegais nas eleições de 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.