Presa quadrilha que invadia casas após pesquisar dados de vítimas em SP

Bandidos pesquisavam placas de veículos estacionados e, com essas informações, entravam em sites para buscar o endereço e telefone das vítimas e, assim, efetuarem o assalto; PMs afirmam que esta é uma prática nova de crime

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

09 Fevereiro 2011 | 03h54

SÃO PAULO - Quatro membros de uma quadrilha que usava informações confidenciais de proprietários de veículos para invadir residências em São Paulo foram presos no início da noite de terça-feira, 8, na Avenida Senador Queiroz, no centro de São Paulo, por policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota).

 

Em patrulhamento, os policiais suspeitaram do grupo - que demonstrou nervosismo com a chegada da viatura - e decidiram pela abordagem. Um dos desconhecidos tentou se desfazer de um papel, mas os policiais viram e, ao pegar a folha, verificaram tratar-se de uma lista, com nomes, endereços, telefones e placas de veículos, a maioria importados.

 

Segundo a PM, durante o dia, os criminosos faziam uma pesquisa de placas de veículos estacionados nas ruas e estacionamentos, principalmente veículos de orientais, na região central. De posse dessas informações, eles entravam em um site na Internet, através de lan houses e conseguem levantar endereço e telefone dos proprietários dos veículos. A partir daí, faziam uma ligação para as residências. Não havendo ninguém no local, eles então planejavam a invasão e furtam o que encontram pela frente", afirmou o tenente Renato.

 

Pelo menos 15 proprietários de veículos incluídos nas listas dos bandidos confirmaram ter sido vítimas de assaltos ou furtos. O tenente observou que o site utilizado pela quadrilha não tem relações com o Detran e que ele será alvo de investigações. O oficial da Rota se mostrou surpreso com a forma de agir dos ladrões, segundo ele, uma novidade até mesmo para a polícia. "É importante salientar que é uma prática nova de crime. Consultei alguns policiais, tanto no distrito quando PMs da ROTA, e ninguém havia se deparado ainda com este tipo de ocorrência."

 

Foram presos James Levi Duarte da Silva, Sílvio Francioni Perpétuo, Alfredo Ferreira Santos Neto e Reginaldo Cauê Eufrásio, todos maiores de idade. Na casa de Reginaldo, os PMs também encontraram uma pistola ponto 40, com numeração raspada. Os quatro foram autuados em flagrante na sede do Deic por formação de quadrilha, e Reginaldo, também por porte ilegal de arma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.