Presa dupla acusada de furtar dinheiro em 6 caixas eletrônicos

Acusados são detentos do CDP do Belém com regime semi-aberto; furtos aconteceram em locais diferentes

da Redação, estadao.com.br

06 de outubro de 2008 | 18h59

Dois detentos do regime semi-aberto foram presos sob acusação de furtar notas de seis caixas eletrônicos na capital e três municípios paulistas somente na manhã desta segunda-feira, 6. Para remover as cédulas, a dupla usava dois equipamentos rústicos, porém eficientes, segundo o Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic). Os policiais surpreenderam o ex-vigilante Valdemir Ferreira dos Santos, de 39 anos, e o borracheiro José Daniel de Souza, de 52 anos, agindo em uma agência na Avenida Cica, em Jundiaí.  A dupla furtava o dinheiro desde as 6 horas. O primeiro alvo foi um caixa mantido dentro de um posto de combustível na altura do km 28 da Rodovia dos Bandeirantes, na zona oeste da capital. A partir daí, os presos percorreram Várzea Paulista, Louveira e Jundiaí. Segundo o Deic, o "método" para furtar as notas foi elaborado por Santos, que conhecia os procedimentos de segurança do equipamento. O ex-vigilante cumpria pena no Centro de Detenção Provisória (CDP) I do Belém, e, para poder sair, tinha carteira assinada como funcionário de uma lan house na zona leste. Souza, que era do CPD II do Belém, trabalharia com estoquista em Mauá, na região do ABC paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
DeicCDPcaixa eletrônicobanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.