JF DIORIO/ESTADÃO
JF DIORIO/ESTADÃO

Prefeitura veta motos na pista central da Marginal do Tietê entre 22h e 5h

Durante esse horário, motociclistas só poderão circular na pista local; mudança passa a valer em maio

Ludimila Honorato e Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

27 Abril 2017 | 20h56

A Prefeitura decidiu ampliar a restrição a motociclistas nas Marginais do Tietê e do Pinheiros a partir do mês que vem. As motos, que já estavam proibidas nas pistas expressas, também não poderão circular nas pistas centrais das 22 às 5 horas. Esses veículos só poderão transitar pelas vias locais. A medida foi anunciada depois de a Polícia Militar publicar que o número de acidentes com vítimas nas duas Marginais atendidos por PMs cresceu 56% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2016. 

Os dados da PM, divulgados oficialmente na tarde desta quinta-feira, 27, informam que o total de acidentes com vítimas (mortas ou não) subiu de 234 casos entre janeiro e março de 2016 para 367 no primeiro trimestre deste ano. Pouco mais da metade foi registrada na Marginal do Pinheiros e 40% aconteceu pela manhã, entre 6 e 12 horas. 

O número mais expressivo, entretanto, foi o de que 288 desses atendimentos, 78% do total, tinham o envolvimento de motocicletas. Os acidentes com motos, por si só, tiveram crescimento de 67% no primeiro trimestre, na comparação com os primeiros três meses do ano passado - que registrou 172 casos. No caso dos atropelamentos, o número de ocorrências cresceu de 5 para 10. 

O trecho que mais concentrou esses acidentes foi entre as Pontes Jaguaré e Cidade Universitária, na Marginal do Pinheiros. Foram 47 ocorrências, das quais 41 tiveram participação de motocicletas. Os dados da PM consideram os dois sentidos das pistas. 

A PM divulgou as estatísticas enquanto informava a realização de uma série de blitze nas pistas das duas Marginais para fiscalizar veículos e motoristas. As ações teriam início no fim da noite desta quinta e seriam realizadas em 11 pontos das Marginais, com foco também no cumprimento das regras da Lei Seca.

Mudanças. A data exata da estreia das novas regras nas Marginais ainda não foi divulgada pela Prefeitura. Antes de valer, as duas pistas terão de passar por mudanças de sinalização. Segundo a CET, “em maio, as motocicletas ficarão proibidas de trafegar pela pista central entre 22 e 5 horas diariamente”.

“A medida visa a reduzir acidentes e garantir a segurança dos motociclistas, que estão presentes em 80% dos acidentes com vítimas”, informou a companhia, por meio de nota.

Ainda segundo a CET, “desde a implantação do programa Marginal Segura, a (Secretaria Municipal de Transportes) tem focado em ações de segurança, sinalização e educação de trânsito. Com a nova determinação, as motos passam a ser obrigadas a circular apenas pela pista local no horário estabelecido.”

Força do impacto. Professor do Laboratório Didático do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), Claudio Furukawa explica que a velocidade é fator determinante no cálculo da energia cinética e, assim, na força do impacto em acidentes de trânsito. 

“Na fórmula da energia cinética, a energia é igual à metade massa vezes a velocidade ao quadrado, divido por dois.” A tradução disso, diz ele, é que cada vez que um carro dobra de velocidade, a força do impacto quadruplica. “Se um carro a 10 km/h tiver força para derrubar um poste, por exemplo, um veículo a 20 km/h tem força para derrubar quatro”, exemplifica. 

“Isso também ocorre na energia necessária para desacelerar o objeto”, segundo o professor. “A energia necessária para frear um carro é multiplicada ao quadrado”, explica.

Levando as projeções para as Marginais, o engenheiro de trânsito Horácio Augusto Figueira explica que um carro a 60 km/h é capaz de gerar acidente com força 44% maior do que a de um carro a 50 km/h - considerando os limites atual e antigo nas pistas locais das Marginais. 

Mais conteúdo sobre:
Polícia Militar Tietê Pinheiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.