Estadão
Estadão

Prefeitura vai isolar bairros residenciais de Pinheiros no carnaval

Portaria publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da Cidade estabelece colocação de grades para garantir sossego de moradores

Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

03 Fevereiro 2017 | 15h32

SÃO PAULO -A Prefeitura Regional de Pinheiros vai isolar as Zonas Estritamente Residenciais (ZERs) e Predominantemente Residenciais (ZPRs) da região para assegurar a “tranquilidade dos moradores, visando a não perturbação do sossego” durante o carnaval. Serão instaladas grades de proteção no acesso a bairros como Jardim das Bandeiras, Jardim América, Jardim Europa, Vila Jataí (limite com a Vila Madalena) e Alto de Pinheiros, por exemplo, nos dias 18 e 19 (pré-carnaval), 25, 26, 27 e 28 de fevereiro (carnaval) e 4 e 5 de março (pós-carnaval). 

A medida proíbe a passagem de blocos ou mesmo de foliões na rua da casa do prefeito João Doria (PSDB) e também em seu entorno – a Rua Groenlândia, que cruza o bairro, está na lista das vias vetadas. De acordo com portaria publicada nesta sexta no Diário Oficial da Cidade, a Prefeitura de Pinheiros também eliminou oficialmente a passagem de megablocos pela região. Os grupos com aval para desfilar não poderão reunir mais de 20 mil foliões cada.

Ficou proibido ainda o desfile em algumas das principais vias da região, como as Avenidas Sumaré, Brasil, Cidade Jardim, 9 de Julho e Pedroso de Morais, além das Ruas Teodoro Sampaio, Cardeal Arcoverde, Henrique Schaumann, Pais Leme e dos Pinheiros.

Presidente da Associação dos Amigos do Alto de Pinheiros (Saap), Marilena Bueno afirma que a medida pode ajudar, mas desde que seja feita em parceria com a Polícia Militar. “Acho bom colocarem grades, mas se não tiver um policial ao lado as pessoas poderão abrir as grades e passar”, diz. 

A publicação desta sexta estipula em cinco horas o tempo máximo de duração dos desfiles, que devem ocorrer, obrigatoriamente, até as 20 horas. A regional também definiu que não será permitida a permanência de pessoas portando objetos pontiagudos, garrafas, recipientes de vidro ou que ofereçam risco aos participantes do evento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.