Ayrton Vignola/AE-24/1/2011
Ayrton Vignola/AE-24/1/2011

Prefeitura vai destinar R$ 15,5 milhões para recapear 6 cemitérios

Até dezembro de 2012, também será construída uma sala para receber velórios no Crematório da[br]Vila Alpina, na zona leste

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

24 Março 2011 | 00h00

O prefeito Gilberto Kassab vai lançar nos próximos meses um pacote de obras destinadas a revitalizar e melhorar a infraestrutura dos cemitérios municipais. Fazem parte do plano a pavimentação e o recapeamento das ruas e vias internas de seis cemitérios - que custarão R$ 15,5 milhões - e a construção de novos galpões nos Cemitérios da Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte, e da Vila Formosa, na zona leste, para abrigar setores administrativos.

A Prefeitura vai construir também um prédio para velórios no Crematório da Vila Alpina. Apesar de ser um dos maiores do mundo e fazer 500 cremações por mês, o local ainda não tem área para velar os corpos - há só uma sala para cerimônias de despedida de até 15 minutos. Ainda não há custo estimado para a construção dos galpões e do novo velório.

A intenção é que as obras fiquem prontas ainda no atual mandato de Kassab, que termina em dezembro de 2012. Para agilizar os trâmites burocráticos, a contratação e o acompanhamento da reforma ficarão por conta da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras e não da Secretaria de Serviços, pasta responsável pelos cemitérios municipais. Na avaliação da Prefeitura, a Secretaria das Subprefeituras tem mais experiência e agilidade em obras do tipo.

Especialistas aprovaram, mas reclamaram do descuido com o patrimônio. "Além da manutenção, é preciso inventariar cemitérios e túmulos para saber o valor artístico e cultural", disse o professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) Renato Cymbalista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.