Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Prefeitura de São Paulo cria identidade eletrônica para pets

Serviço está disponível no Portal SP156 de maneira gratuita. Documento serve como identidade dos animais domésticos e contribui para proteção animal

Luiz Henrique Gomes, especial para o Estadão

19 de novembro de 2021 | 11h00

A prefeitura de São Paulo lançou uma versão eletrônica do Registro Geral do Animal (RGA) para os animais domésticos da cidade. O documento está disponível desde a última segunda-feira, 15, e é emitido online de maneira gratuita. Além dos dados do animal, a identidade também apresenta informações sobre o tutor.

A identidade eletrônica é mais um incentivo à identificação de pets na capital paulista, onde é obrigatória por lei desde 2001. Para a gestão municipal, o documento se trata de um mecanismo importante para a proteção dos animais domésticos. "Muitos animais perdidos ou roubados puderam reencontrar suas famílias porque estavam com a plaqueta de identificação presa à coleira", disse a coordenadora da Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap), Analy Xavier.

O serviço oferecido pela Cosap funciona como uma carteira de identidade para bichos de estimação e é emitido para cães e gatos com idade superior a três meses. O animal registrado recebe uma plaqueta com o número do registro correspondente e deve usá-la permanentemente presa à coleira.

Para fazer o documento é preciso do RG e CPF do tutor, comprovante de residência atualizado em nome do tutor (emitido nos últimos 90 dias), foto do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver. A solicitação pode ser feita online por meio do Portal SP156 ou presencialmente, em uma das 17 Praças de Atendimento da Prefeitura.

Além deste serviço, a prefeitura também conta com outros online voltados a animais domésticos, como o de solicitação de castração gratuita e o serviço de adoção de cães e gatos.

Serviço

Documentos necessários: RG e CPF do tutor; comprovante de residência atualizado em nome do tutor (emitido nos últimos 90 dias); foto do animal e comprovante de vacinação contra raiva, quando houver.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.