Prefeitura retira regiões de São Paulo do estado de atenção

Bairros das zonas Sul, Oeste e Marginal dos Pinheiros estavam em alerta por chuvas; tempo continua abafado

Central de Notícias,

23 Novembro 2009 | 18h47

As áreas de chuva que atingiram a capital paulista nas últimas horas começam a perder intensidade e a Prefeitura pôde tirar as zonas Sul, Oeste e a Marginal do Pinheiros do estado de atenção. As chuvas mais fortes caíram nos bairros do Campo Limpo e de M'Boi Mirim, ambos na Zona Sul.

 

Veja também:

blog Acompanhe a situação do trânsito na cidade no blog

 

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), as chuvas causaram um ponto de alagamento na altura do nº 86 da Avenida Maria Coelho Aguiar, mas os bombeiros não foram chamados. A chuva forte atingiu também os municípios de Cotia, Itapecerica da Serra, Embu e Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

 

Para o início da noite, a previsão do CGE é de que novas áreas de chuva voltem a atingir a Capital, de maneira moderada a fraca.

 

Nos próximos dias, a tendência é de que o tempo continue abafado em toda a Grande São Paulo. O sol volta a predominar e provoca dias quentes, mas com previsão de pancadas de chuva no final das tardes. As temperaturas variam entre mínimas de 21ºC e máximas de 30ºC.

 

RÉGIS

 

A Rodovia Régis Bittencourt está parcialmente interditada, no sentido São Paulo, na altura do km 283, em Embu, na Grande São Paulo. Por volta das 18h40, o motorista enfrentava 7 quilômetros de congestionamento.

 

O bloqueio com início às 16 horas foi necessário por causa de um ponto de alagamento no local. Segundo a concessionária que administra a rodovia, Autopista, existe água no acostamento e na faixa da direita.

 

A via registrou outro ponto de alagamento na altura do km 273, em Taboão da Serra, também na Grande São Paulo, mas o local foi liberado às 18 horas.

Mais conteúdo sobre:
SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.