Prefeitura quer internet sem fio em 120 pontos da cidade até outubro

Projeto prevê rede Wi-Fi gratuita distribuída em praças dos 96 distritos de São Paulo; custo inicial é estimado em R$ 45 milhões por três anos

Tiago Dantas, O Estado de S. Paulo

10 Maio 2013 | 11h31

SÃO PAULO - A Prefeitura pretende contratar, até outubro, um serviço de internet sem fio gratuita para os moradores da cidade de São Paulo. O projeto prevê a instalação de 120 pontos de acesso em praças públicas distribuídas pelos 96 distritos da capital. O custo inicial do serviço foi calculado em R$ 45 milhões para três anos.

O anúncio do projeto Praças Digitais foi feito durante audiência pública realizada na sede da Prefeitura, no centro, na manhã desta sexta-feira, 10. As praças foram divididas em cinco lotes. A empresa que ganhar o lote será responsável por instalar os equipamentos e oferecer acesso à internet banda larga de 512 kbps por usuário.

O endereço das 120 praças ainda pode ser alterado, segundo a Prefeitura, desde que cada distrito tenha pelo menos um ponto de acesso à rede sem fio. Após o período de consulta pública, a Secretaria Municipal de Serviços pretende lançar o edital em 28 de junho para assinar o contrato em agosto. Se o cronograma for seguido, a população terá acesso às redes em outubro.

Confira no mapa os locais de SP que deverão ter internet grátis:

 

Mais conteúdo sobre:
wi-fii internet praças digitais

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.