Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Prefeitura proíbe feira de produtos orgânicos no Parque do Ibirapuera

De acordo com a administração municipal, a prática 'interfere no funcionamento do equipamento, destinado ao esporte e ao lazer'

Bárbara Ferreira Santos, O Estado de S. Paulo

12 Maio 2014 | 21h58

SÃO PAULO - A Feira de Produtos Orgânicos do Ibirapuera, que ocorre todos os sábados, não terá mais lugar no Modelódromo do Parque do Ibirapuera, na zona sul. Pior: a Prefeitura ainda não tem data nem local para que ela volte a funcionar.

No primeiro sábado do mês, a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação (SME), que administra o Modelódromo, avisou que a feira não poderia mais ocorrer no espaço, para dar lugar a um evento esportivo. A solução foi a transferência provisória para o Parque das Bicicletas, em Moema, também na zona sul. Na semana passada, a Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo (SDTE), responsável pela Supervisão Geral de Abastecimento, e os produtores receberam uma notícia ainda pior: a feira não poderá nunca mais funcionar no Modelódromo.

Segundo a SME, a "realização da feira interfere no funcionamento do equipamento, que é destinado para a prática esportiva e o lazer", e que somente ruas e parques municipais podem receber feiras de alimentos.

Em protesto, no sábado passado, os produtores realizaram a feira na Rua Curitiba, na frente do Modelódromo. "Enquanto não houver definição de espaço, os produtores vão fazer a feira lá", afirmou Márcio Stanziani, secretário executivo da Associação de Agricultura Orgânica.

O secretário da SDTE, Artur Henrique, diz que, nesta semana, serão feitas reuniões com produtores e secretarias para encontrar um local permanente. "Não podemos receber toda sexta-feira a notícia de que a feira não pode ser realizada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.