Prefeitura pode fechar Paulista mais tarde no próximo domingo

Prefeitura pode fechar Paulista mais tarde no próximo domingo

Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estuda interdição somente a partir das 13h, após fechamento de portões do Enem

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

19 de outubro de 2015 | 11h46

Atualizada às 12h08

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo estuda fechar a Avenida Paulista para carros às 13h no próximo domingo, 25, após o fechamento dos portões das unidades de ensino que terão provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A afirmação foi feita nesta segunda-feira, 19, pelo secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

Segundo ele, as adequações no trânsito do viário serão divulgadas até essa terça-feira, 20. A proposta de Tatto é que a via volte a ser liberada para os automóveis às 17h, já durante o horário de saída da prova.

"Só não vou bater o martelo agora porque preciso conversar (com os técnicos) pra ver se não tem nenhuma faculdade em relação a isso", afirmou.

São ao menos três unidades de ensino no eixo da avenida com Enem no final de semana: os Colégios Dante Alighieri, Objetivo e São Luís. Ele classificou como positiva a abertura da Paulista para ciclistas e pedestres no último domingo, 18.

Tatto espera não ter problemas com o Ministério Público Estadual (MPE) durante a semana. Nos últimos meses, o órgão tem se mostrado contrário à política pública de mobilidade urbana e lazer na cidade de São Paulo. Na última sexta-feira, 16, a Prefeitura convidou os promotores e técnicos da Promotoria de Habitação de Urbanismo para o evento do final de semana, mas eles não foram. 

"Foi importante a entrada do MPE para sugerir várias questões e agora é um passo a frente, a cidade tem outros problemas que precisamos cuidar também", sugeriu Tatto aos Ministério Público Estadual. 

Para o prefeito Fernando Haddad (PT), posicionamentos sobre a Promotoria "não compete mais" a ele. "As informações que eu recebi são todas positivas. Tudo funcionamento bem, estamos recolhendo sugestões mas transcorreu com muita normalidade. As duas experiências prévias foram importantes"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.