Márcio Fernandes/AE
Márcio Fernandes/AE

Prefeitura interdita loja de shopping que explodiu em SP

Gás de cola aplicada no piso teria provocado acidente; operário morreu e outros quatro ficaram feridos

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

30 de outubro de 2009 | 15h55

A Defesa Civil de São Paulo interditou a loja onde ocorreu uma explosão no Shopping Vila Olímpia, na zona sul da capital nesta sexta-feira, 30. Um operário que trabalhava na obra morreu e outros quatro ficaram feridos. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital das Clínicas e para a Santa Casa de Santo Amaro. Informações iniciais apontam que dois deles já receberam alta médica.

 

Oito viaturas do Corpo de bombeiros estiveram no local por volta das 10 horas para socorrer os feridos. Segundo a Subprefeitura de Pinheiros, o incidente ocorreu em uma loja da Polishop, de 70m2, localizada no 1º andar.

 

A Subprefeitura informou ainda que os funcionários aplicavam cola no piso da loja e, possivelmente, o contato do gás que o material emite com faíscas teriam ocasionado a explosão. O secretário municipal de Controle Urbano (CONTRU), Orlando Almeida, informou que as lojas foram entregues aos proprietários no final de agosto, para que cada um realizasse as obras necessárias, antes da inauguração do shopping, prevista pra o dia 25 de novembro.

 

Nesta tarde, um engenheiro consultor especializado em edifícios, analisa se a explosão causou algum abalo na estrutura do prédio, que tem 8 andares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.