Prefeitura estuda liberar VUCs no horário de pico

A Prefeitura de São Paulo estuda liberar a circulação dos Veículos Urbanos de Carga (VUCs), pequenos caminhões usados para abastecer a região central, na Zona Máxima de Restrição de Circulação (ZMRC) nos horário de pico. Mas ainda não deu data para que a liberação comece.

O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2012 | 03h03

Atualmente, esses caminhões não podem circular na ZMRC entre as 4 horas e as 10 horas e das 16 horas às 20 horas. A alternativa proposta é que essa restrição caia - mas os VUCs ainda teriam de respeitar o rodízio municipal de veículos.

"O objetivo é evitar que os VUCs sejam substituídos por caminhonetes no abastecimento de cargas na região, já que essas têm tamanhos muito próximos aos dos VUCs, porém sua capacidade de suportar peso é menor (ou seja, pode ser necessária mais de uma caminhonete para transportar a mesma carga de um VUC)", diz a Secretaria Municipal de Transportes, em nota.

A medida ocorre em meio à polêmica proposta da Prefeitura de proibir o trânsito de caminhões pesados na Marginal do Tietê e em todas as vias que formam o minianel viário do centro.

A liberação dos VUCs é uma reivindicação antiga do Sindicado das Empresas de Transporte de Cargas do Estado de São Paulo (Setcesp). Os VUCs são apontados por especialistas como uma das formas mais "inteligentes" de abastecer áreas muito urbanizadas. Além de menores, os veículos têm menos dificuldade para estacionar, o que atrapalha menos o trânsito.

A Prefeitura já havia recuado, no começo da semana, da proposta de começar a proibição na Marginal já neste mês. Ficou para março. A decisão foi tomada após reunião com o Setcesp. O sindicato chegou a organizar, no fim do ano passado, uma passeata com empresários do setor no centro da cidade. / B.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.