Prefeitura destrói mais de 2 milhões de CDs e DVDs piratas em SP

Faz parte do trabalho contra a pirataria realizado desde abril por seis subprefeituras da cidade

Priscila Trindade, do estadão.com.br

19 de julho de 2010 | 18h07

 

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo destruiu mais de 2 milhões de CDs e DVDs ilegais na manhã desta segunda-feira, 19, na praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, em São Paulo.

 

A eliminação das mídias faz parte do trabalho contra a pirataria realizado desde abril por seis subprefeituras de São Paulo - Butantã, Lapa, Pinheiros, Santo Amaro, Sé e Vila Mariana.

Mais conteúdo sobre:
Prefeiturapirataria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.