Prefeitura desativa ciclovia em Parelheiros

Governo municipal diz que demolição foi pedida pelo Ministério Público; promotores afirmam que solicitaram apenas a interdição e a reforma da via

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

29 Março 2011 | 00h00

Má notícia para os ciclistas: em vez de ganhar mais vias para bicicletas, São Paulo perdeu uma ciclovia de 1,8 quilômetro na semana passada. É a Ciclovia da Estrada da Colônia, em Parelheiros, extremo sul da cidade. A demolição foi executada pela subprefeitura na segunda-feira. Desde então, quem se locomove de bicicleta por ali está mais sujeito a se acidentar por causa dos veículos que trafegam pela estrada.

A ciclovia havia sido inaugurada com pompa em 2006, em cerimônia à qual compareceu o então prefeito José Serra (PSDB). Com custo de R$ 200 mil, foi construída ao lado da estrada, separada dos carros apenas por pequenos blocos de concreto. Ligava os bairros de Vargem Grande e Colônia ao centro de Parelheiros e era bastante usada por ciclistas, já que a Estrada da Colônia é uma das vias de maior movimento do distrito. Após a inauguração, a subprefeitura até prometeu mais 2,2 km de ciclovia.

A Prefeitura alega que a demolição foi pedida pelo Ministério Público Estadual (MPE), que havia aberto inquérito para investigar acidentes na via. A Promotoria diz ter constatado que a ciclovia foi mal planejada e aumentava os índices de acidentes em vez de diminuí-los, mas que não pediu a demolição. Segundo o MPE, foi solicitada a reforma ou interdição da via até que o problema fosse sanado. O órgão também afirmou que não foi informado oficialmente da demolição por parte da Prefeitura.

Enquanto o imbróglio se arrasta, os ciclistas reclamam. "É verdade que não foi feita com muita segurança, mas agora está bem mais perigoso", disse o empresário Fernando José de Souza, de 39 anos. Em nota, a Subprefeitura de Parelheiros informou que há estudos para verificar a viabilidade técnica de readequação da ciclovia.

Em 2006 também foi feita a promessa de um bicicletário para 416 bicicletas ao lado do terminal de ônibus em Parelheiros. A estrutura foi construída e está pronta desde então. No entanto, faltam funcionários e o local está fechado. Questionada, a subprefeitura disse que "a implementação do bicicletário também está em estudo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.