Prefeitura demole três construções irregulares na Cantareira

Região da Serra da Cantareira perdeu 1,4 milhões de metros quadrados em área verde nos últimos 3 anos

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

18 de março de 2008 | 16h10

A Subprefeitura de Perus demoliu na segunda-feira, 17, construções irregulares no bairro conhecido como Sítio Botuquara, região da Serra da Cantareira, zona norte de São Paulo. Foram derrubadas três edificações de pequeno porte, cujos proprietários já haviam sido notificados de que se encontravam em área de preservação ambiental. Uma delas estava sendo usada como local de concentração de religiosos.  Veja também:Em SP, Cantareira pode ter cinturão verde de 95 km As três construções haviam sido erguidas a poucos metros de um curso d'água que corta a região, o que configura crime ambiental. Outras operações dessa natureza vão ser realizadas proximamente porque seus proprietários, embora notificados de que estão em situação irregular, não atenderam aos pedidos da subprefeitura para que esvaziem o local e derrubem a construção voluntariamente.  As ações da Subprefeitura de Perus foram realizadas de conformidade com o que prevê a Operação Defesa das Águas, um conjunto de medidas adotadas pela Prefeitura de São Paulo e pelo governo do Estado, no sentido de preservar as áreas de mananciais.  Nos últimos três anos, a Serra da Cantareira, uma das maiores florestas urbanas do mundo, perdeu 1,4 milhão de metros quadrados de área verde - o equivalente a 180 campos de futebol iguais aos do Morumbi. Um estudo inédito do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e da Fundação SOS Mata Atlântica detectou 16 polígonos de desmatamento no entorno do Parque Estadual da Serra da Cantareira, área de preservação. Castelo Em um dos pontos mais altos da serra, o grupo católico Arautos do Evangelho construiu uma espécie de paraíso na Terra. Quaresmeiras e manacás moldam uma clareira de concreto de 12 mil metros quadrados, base de sustentação para prédios, casas, quadra esportiva e estacionamentos do empreendimento. O 'Castelo' - apelido dado pelos moradores da região ao complexo - chama a atenção pelas dimensões avantajadas e suspeitas de irregularidades.

Tudo o que sabemos sobre:
Serra da CantareiraArautosCastelo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.