Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Carla Carniel/Estadão
Carla Carniel/Estadão

Governo e Prefeitura de SP suspendem ponto facultativo no carnaval

Decisão também foi tomada por governadores de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Piauí; desfiles de escolas de samba e blocos de rua estão vetados por tempo indeterminado

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2021 | 11h49
Atualizado 29 de janeiro de 2021 | 13h14

O governo de São Paulo e a Prefeitura da capital paulista decidiram cancelar os pontos facultativos da segunda e terça-feira de carnaval, em 15 e 16 de fevereiro, e na quarta-feira de cinzas, no dia 17. A decisão tem o objetivo de evitar aglomerações em eventos clandestinos em um momento de aumento de casos na cidade. 

"Pela saúde é o mais correto para poder com esse arrefecimento da pandemia em todo o Estado de São Paulo. É um ponto facultativo e, portanto, o governo do Estado tomando essa decisão, as prefeituras também têm essa prerrogativa no que tange aos serviços municipais. A Prefeitura municipal de São Paulo já tomou essa decisão, e a nossa recomendação, assim como da Associação Paulista de Municípios é de que sigam essa prerrogativa da ciência", destacou o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 29. 

A decisão segue uma série de anúncios de outros governos estaduais, como do Ceará, de Pernambuco e da Bahia, e de prefeituras, como de Salvador e Florianópolis, todos motivados pela necessidade de se evitar aglomerações. 

No Estado de São Paulo, decisão semelhante já havia sido divulgada por Guarulhos, que justificou a necessidade de “evitar que os guarulhenses viajem ou participem de aglomerações como as registradas nas festas do final de ano, o que acarretou rápido crescimento nos índices de Covid-19 na cidade". Já o Consórcio Intermunicipal Grande ABC decidiu não aderir às suspensões após se reunir no dia 19.

Os desfiles de escolas de samba e de blocos de rua estão suspensos por tempo indeterminado. Além disso, a realização de um carnaval fora de época no segundo semestre segue indefinida diante do ritmo de vacinação contra a covid-19 e o aumento de casos em todo o País. 

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo [cidade SP]carnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.