Werther Santana/Estadão - 19/03/21
Werther Santana/Estadão - 19/03/21

Prefeitura de SP passa a recomendar máscara em escolas, mas não exige uso em locais fechados

Comitê ligado à Secretaria de Saúde se reuniu após orientação emitida pelo Estado; exigência segue apenas em unidades de saúde e no transporte. Orientação é de intensificar dose de reforço entre adolescentes

Adriana Ferraz e Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2022 | 14h14
Atualizado 02 de junho de 2022 | 14h58

O Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid de São Paulo se reuniu na tarde desta quarta, 1º, para debater o retorno das máscaras em locais fechados e decidiu seguir a recomendação do Estado de uso da proteção, sem obrigatoriedade. O grupo ampliou a sugestão para escolas públicas e privadas como forma de se evitar casos não apenas de covid, mas outros vírus respiratórios.

Vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, o grupo também recomendou que se intensifique a aplicação da dose de reforço da vacina contra o coronavírus na população em geral. Desde o início desta semana, adolescentes com 12 anos ou mais entraram no grupo alvo para a terceira dose da vacina.

Conforme reforçou Luiz Carlos Zamarco, secretário municipal da Saúde, a recomendação tem como objetivo proteger a população neste momento de elevação de casos positivos da doença. "Além do uso da máscara, é importante que a população complete o seu ciclo vacinal. Tanto para o primeiro ciclo, quanto para as doses de reforço. Nossos postos estão abertos diariamente e a vacina está disponível para todos", disse o secretário, conforme divulgou a secretaria. 

Ao apresentar o panorama atual de transmissão de covid na cidade, o comitê relatou que o total de testes com resultado positivo para a doença passou de 4% em 30 de abril para 18% em 30 de maio. O aumento de casos é notado, segundo o boletim, em crianças e adolescentes, assim como "surtos" em unidades escolares a partir da primeira semana de maio.

A secretaria, no entanto, considera que, em função da sazonalidade e do início do outono, já era esperado um aumento das infecções por vírus respiratórios.

Ainda segundo o grupo, a utilização da máscara, cobrindo corretamente nariz e boca, em ambientes fechados é uma recomendação. Porém, o uso segue obrigatório em equipamentos de saúde e em transportes coletivos, como ônibus, trens e metrô.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.