Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Prefeitura de SP não recebe proposta para patrocinar carnaval de rua

Licitação para interessados para custeio da operacionalização e prestação de serviços foi declarada 'deserta' pela Secretaria de Subprefeituras

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

22 Janeiro 2019 | 14h09

SÃO PAULO - Nenhuma empresa apresentou proposta de interesse em patrocinar o carnaval de rua de São Paulo. Na manhã desta terça-feira, 22, a Secretaria Municipal de Subprefeituras abriu sessão pública de licitação, mas não houve nenhum interessado para o custeio da operacionalização e prestação de serviços. 

O edital foi lançado em 9 de janeiro, depois de uma primeira versão em dezembro que foi suspensa para ajustes. A concorrência aberta pela Prefeitura de São Paulo previa que a empresa vencedora deveria investir ao menos R$ 19 milhões. No ano passado, o edital definia R$ 15 milhões para investimento. 

A secretaria recebeu a inscrição de 624 blocos para este ano e a previsão de público é de 5 milhões de pessoas entre o pré-carnaval (nos dias 23 e 24 de fevereiro), carnaval (De 2 a 5 de março) e o pós carnaval (nos dias 9 e 10 de março). 

Como não houve interessados, a secretaria declarou o certame "deserto". "Após o encerramento desta sessão, os próximos passos para a captação do patrocínio serão definidos em conformidade com a legislação", disse em nota. 

O edital previa que a empresa vencedora poderia se associar a até quatro outras empresas e tinha o direito de expor a marcas nos trios elétricos, camisetas e banheiros químicos. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.