Prefeitura de SP instalará 59 câmeras para combater violência

Seis meses após primeiras instalações, houve diminuição de 15% no índice de violência das áreas monitoradas

Carina Urbanin, da Agência Estado ,

10 de março de 2008 | 21h27

A prefeitura de São Paulo informou nesta segunda-feira, 10, que instalará, até o final deste mês, 59 novas câmeras na Capital para ajudar no combate à violência. De acordo com a assessoria de imprensa da Guarda Civil Metropolitana (CGM), 96 ruas de São Paulo já são monitoradas por 40 câmeras em uso desde julho de 2007. Apenas seis meses após as instalações, já foi registrada uma diminuição de 15% no índice de violência nessas regiões. Segundo a CGM, as câmeras funcionam por meio de fibra óptica e estão espalhadas em diferentes regiões de São Paulo, algumas visíveis à população, outras não.  A Guarda Civil informou ainda que a prefeitura pretende instalar mais 12 mil novas câmeras que deverão monitorar entradas e saídas da cidade, as principais ruas e avenidas, parques, além de escolas e equipamentos de postos de saúde. "As instalações serão feitas gradativamente, parte ainda este ano", afirmou o assessor da Guarda Civil, Francisco Pacala.  Ele negou que a CGM esteja fazendo monitoramento via satélite em favelas da Capital, hipótese negada também pela Secretaria Municipal de Habitação. A assessora Gisleine Maria Caron informou que a secretaria apenas usou uma foto via satélite de 2003 para documentar a incidência de favelas na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.