Reprodução
Reprodução

Prefeitura distribui leques com dicas contra assédio no carnaval

Os objetos serão distribuídos em blocos de várias regiões da cidade e terão os telefones do plantão de atendimento de secretaria

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S.Paulo

03 Fevereiro 2016 | 07h00

SÃO PAULO - Para combater o assédio sexual, a Prefeitura de São Paulo vai distribuir 50 mil leques com dicas sobre violência física e/ou sexual durante o carnaval. Os objetos serão distribuídos em blocos de várias regiões da cidade e terão os telefones do plantão de atendimento do Centro de Referência da Mulher. É a primeira vez que a secretaria responsável pelo equipamento faz parte da comissão que organiza o carnaval na cidade.

Na frente do leque está o nome da campanha, "#FoliaSemMachismo é só alegria", que além da conscientização, também preparou os funcionários das subprefeituras para orientar mulheres que queiram fazer uma denúncia. No verso, estão dicas como "abordagem sem consentimento também é crime! Disque 180 para maiores informações" e "Houve violência física ou sexual? Procure um hospital para o atendimento adequado, à prevenção de DSTs, HIV/Aids e gravidez. Denuncie!"

Durante todo o carnaval, de 6 a 9 de fevereiro, o Centro de Referência da Mulher funcionará das 12 horas às 20 horas, atendendo mulheres que passarem por situação constrangedora ou sofgram algum tipo de violência de gênero, como xingamentos, perseguições, abordagens invasivas, estupro, lesão corporal, agressão física, entre outros. O equipamento fica na Rua Doutor Bacelar, 20 , na Vila Clementino, zona sul.

No ano passado, balanço do Ligue 180 apontou que 179 mulheres registraram denúncias por dia. Até outubro, no total, houve 32 mil ligações. Mais da metade das ligações  foram para relatar agressão física. O segundo relato mais feito foi o de agressões psicológicas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.