Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Prefeitura de SP deve lançar licitação de limpeza urbana ainda nesta semana

Segundo Bruno Covas, Município vai 'correr' para que novo contrato de varrição de ruas seja assinado antes de 2018

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

28 Agosto 2017 | 14h37

SÃO PAULO - O edital de licitação do novo serviço de varrição de ruas da cidade de São Paulo deve ser lançado ainda neste semana "se tudo der certo", segundo o vice-prefeito e secretário das Prefeituras Regionais, Bruno Covas. De acordo com ele, a previsão é que o novo contrato seja assinado em dezembro, quando se encerra o prazo do atual - que contempla as empresas Soma e Inova, no valor total aproximado de R$ 1 bilhão anual.

"Vamos correr para dar tempo", afirmou ele, após agenda oficial realizada na manhã desta segunda-feira, 28, na Prefeitura de São Paulo. "Esta semana a gente lança o edital, e aí tem todo o processo de audiência, todo o processo de apresentação das empresas, enfim, todo o processo que a legislação coloca", declarou o vice-prefeito.

Ainda de acordo com Covas, um dos pontos que devem ser levados em consideração no novo contrato é a redução dos gastos públicos."Não tenho a menor dúvida, quanto mais a gente puder, vamos cortar custos", disse ele. "Não só nesta área, mas em todas as áreas", completou. 

Iluminação pública. Também nesta segunda-feira, 28, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que deve renovar por mais um semestre o atual contrato de iluminação pública da cidade. Segundo ele, a decisão se deve ao processo que corre na Justiça, o qual estaria adiando o andamento da licitação de uma Parceria Público-Privada (PPP) para a área . 

"Houve um recurso de uma das empresas que não foi a vencedora, esse recurso vai ser julgado pelo Tribunal de Justiça, acredito eu que em até 30 dias. E, feito essa decisão, por sim ou por não, nós retomamos o processo. Enquanto isso, para não haver nenhuma suspensão no serviço, nós já autorizamos prorrogar por mais seis meses, e isso é finito", declarou.

 

Mais conteúdo sobre:
Prefeitura de São Paulo João Doria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.