Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Prefeitura de SP decide fechar Usina de Asfalto

Cetesb emitirá uma licença de operação pelo período de seis meses; outras medidas serão adotadas para redução dos níveis de ruídos

O Estado de S.Paulo

06 Fevereiro 2018 | 14h58

A Prefeitura de São Paulo decidiu encerrar definitivamente as atividades, em seis meses, da Usina de Asfalto, localizada na Barra Funda, zona oeste da capital.

O local foi interditado na sexta-feira, 2, pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e pela Secretaria do Meio Ambiente (SMA), por causa de irregularidades no órgão ambiental, como falta de licença de operação, expirada em dezembro do ano passado e que não teve pedido de renovação pela prefeitura.

Em nota, a Prefeitura afirma que a Cetesb emitirá uma licença de operação pelo período de seis meses, destacando-se entre as exigências técnicas que o horário de funcionamento será alterado para começar às 5h e encerrar às 22h. O recebimento de matéria prima para a produção de massa da usina ocorrerá das 10h às 16h.

Segundo a Prefeitura, outras medidas serão adotadas para redução dos níveis de ruído, manutenção do sistema de controle de material particulado e a substituição dos filtros que se encontrarem avariados, lavagem do pátio e limpeza das galerias no entorno serão intensificadas. A usina irá aplicar produtos para diminuir o odor produzido.

De acordo com o comunicado, a massa produzida na usina é para a operação tapa-buraco e não tem relação com o Programa Asfalto Novo. Por dia, cerca de 1.200 buracos são consertados na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.