Werther Santana/ESTADÃO
Werther Santana/ESTADÃO

Prefeitura de São Paulo realiza operação de combate a mosquitos nas zonas oeste e sul da cidade

Ação terá aplicação de larvicida nas margens do Rio Pinheiros, região com alto número de reclamações; Santo Amaro, Capela do Socorro, Butantã e M´Boi Mirim também receberão iniciativa

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2020 | 15h00

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de São Paulo realiza entre esta quarta-feira, 21, e sexta-feira, 23, uma megaoperação de combate a mosquitos em localidades das zonas sul e oeste da capital paulista. Equipes da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) vão aplicar larvicida nas margens do Rio Pinheiros e inseticida em quarteirões de Santo Amaro, Capela do Socorro, Butantã e M'Boi Mirim. As regiões são alvo da maior parte de reclamações à Prefeitura sobre insetos.

De acordo com a gestão, o objetivo é prevenir e eliminar pernilongos e o mosquito causador da dengue, os Aedes aegypti. A secretaria destaca que a ação é rotineira, e já chegou a ser realizada em outubro, mas também é constante a reclamação dos moradores dessas regiões.

Em setembro, paulistanos que vivem próximo ao Rio Pinheiros criaram um abaixo-assinado para cobrar intervenção da Prefeitura. Segundo eles, "reclamar no telefone 156 não adianta, nenhuma medida é tomada". Somente nas duas primeiras semanas daquele mês, o serviço de atendimento havia recebido 526 reclamações sobre o tema, mais que o dobro de todo o mês anterior (221).

Embora seja uma situação recorrente, a presidente da Associação de Moradores e Amigos dos Predinhos de Pinheiros (AMAPP),  Veronica Bilyk, disse na ocasião que o caso era atípico no que se referia à quantidade de insetos e à época do ano. Mesmo com ações da Prefeitura, com aplicação de fumacê, os mosquitos persistiam.

Desta vez, nos três dias de operação da SMS, a previsão é aplicar 50 quilos de larvicida e 20 litros de inseticida, o dobro do aplicado numa ação rotineira, segundo a secretaria. "A intenção é aproveitar a semana de temperatura mais amena para conter a multiplicação de novos mosquitos antes do verão", diz o órgão em nota.

Além da ação de combate aos insetos, a Prefeitura afirma que fará limpeza e tratamento químico de bueiros, com apoio das subprefeituras. "O inseticida é aplicado com utilização da técnica chamada Ultra Baixo Volume (UBV), considerada uma das mais eficientes e modernas, pois ataca diretamente o alvo a ser controlado, além de ser mais econômica, minimizando os impactos ecológicos."

Os bairros de Pinheiros, Alto de Pinheiros e cerca de 1.100 quarteirões de Santo Amaro, Capela do Socorro, Butantã e M'Boi Mirim vão receber a operação. Esses bairros, segundo a secretaria, concentram a maior demanda de solicitações dos moradores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.