Prefeitura de São José dos Campos planeja metrô de superfície

Idéia é que o novo transporte interligue as quatro regiões da cidade e haja a integração com ônibus e vans

Simone Menocchi, de O Estado de S. Paulo,

17 de dezembro de 2007 | 16h53

Em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica(ITA) a prefeitura de São José dos Campos começa a planejar um metrô de superfície para o município, hoje com cerca de 600 mil habitantes, segundo o IBGE. A parceria entre a instituição de ensino e a prefeitura foi assinada nesta segunda-feira, 17, por meio da Fundação Casimiro Montenegro Filho. Os estudos começaram há dois meses e os primeiros resultados serão apresentados na quarta em uma reunião técnica. A idéia é que o metrô interligue as quatro regiões e haja a integração com ônibus e vans. "Nesta primeira fase estamos avaliando alguns vetores como o perfil do público, o transporte ideal, os impactos ambientais, o trajeto, tudo em parceria com o departamento municipal de trânsito", disse o coordenador técnico do projeto, Eugênio Vertamatti. Serão sete meses de pesquisa, com um investimento de cerca de R$ 240 mil. O custo do metrô de superfície deve ser de US$79 milhões, já incluindo outras obras viárias e de modernização do transporte público. O dinheiro está sendo solicitado ao Banco Interamericano de Desenvolvimento, que analisa o pedido de crédito. Para o prefeito Eduardo Cury o metrô é uma necessidade que deve se confirmar nos próximos anos. "São José dos Campos cresce 2% ao ano, em termos populacional, mas a frota de veículos tem crescido 5%, e por este motivo, é preciso estabelecer metas para daqui dez ou doze anos.

Tudo o que sabemos sobre:
MetrôSão José

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.