Prefeitura de Santo André aprova alvará de construção da Fundação Casa com plano de R$ 1,5 milhão

Proposta de mitigação e compensação foi feita a partir de um Estudo de Impacto de Vizinhança; instituição será na Av. Dom Jorge Marcos de Oliveira em uma área de mais de 11,7 mil m²

Carolina Spillari, do estadão.com.br,

06 Julho 2011 | 00h04

SÃO PAULO - A Prefeitura de Santo André (PMSA) aprovou uma proposta e a concessão de alvará de construção para obras na Fundação Casa e arredores orçadas em R$ 1,5 milhão. A informação foi divulgada pela prefeitura de Santo André nesta terça-feira, 5.

 

A proposta de mitigação e compensação foi feita a partir de um Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) e de um termo de compromisso.

 

Na proposta de mitigação está prevista a colocação de alambrado, construção de vestiários para Campo do Corintinha (esquina das rua Ipê Roxo e Murilo Mendes, na Vila Palmares) e revitalização da praça no entorno do campo.

 

Também deve ser reparado o muro de contenção do Centro de Detenção Provisória (CDP). No local da futura Fundação, deverão ocorrer investimentos de urbanização, calçamento e iluminação. Ainda será construída uma sede para o projeto Andrezinho Cidadão, na região central da cidade.

 

A Fundação Casa será localizada na Avenida Dom Jorge Marcos de Oliveira em uma área de mais de 11,7 mil metros quadrados, informou a Prefeitura.

 

O bairro Sacadura Cabral receberá um pacote de benefícios, como contrapartida da permuta dos terrenos entre PMSA e instituição, na instalação da Fundação Casa. Segundo a prefeitura de Santo André, o bairro terá escola e creche novas que atenderão mais de 700 crianças. No bairro também deverá ser instalada uma nova unidade do Programa Saúde da Família. O bairro Sacadura Cabral possui ainda uma Unidade da Polícia Civil (GARRA) e uma base da Guarda Civil Municipal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.