Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Prefeitura cria frentes emergenciais para reconstruir Taquarituba

Além de homens da Defesa Civil, voluntários e PMs fazem a recuperação de telhados danificados e a limpeza da cidade atingida por tornado

José Maria Tomazela, enviado especial, O Estado de S. Paulo

24 de setembro de 2013 | 12h37

TAQUARITUBA - A Prefeitura de Taquarituba e a Defesa Civil criaram frentes emergenciais de trabalho para a cidade atingida por um tornado no domingo, 22. Na segunda-feira, 23, foi decretado estado de calamidade pública no município, que fica a 334 quilômetros da capital paulista. O governador Geraldo Alckmin prometeu ajuda.

Reforçadas por voluntários e policiais militares, as frentes de funcionários públicos fazem a recuperação de telhados danificados pelo vento e a limpeza das ruas obstruídas por entulhos. Prefeituras de cidades da região enviaram reforços em máquinas, equipamentos, tratores e caminhões.

O município lançou o SOS Taquarituba pedindo a doação principalmente de materiais de construção. O tornado causou a morte de duas pessoas, deixou 64 feridos e destruiu mais de 200 casas e empresas. A prefeitura decretou estado de calamidade pública.

Tudo o que sabemos sobre:
TornadoTaquarituba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.