Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Prefeitura cria 'Bandeira 3' para taxistas que trabalham em grandes eventos

Nova tarifa é opcional e equivale a 30 % de acréscimo sobre o valor da corrida cobrado em Bandeira 2. Sindicatos da categoria divergem sobre a medida

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2019 | 12h27

SÃO PAULO - Taxistas podem cobrar uma tarifa de “Bandeira 3”, equivalente a 30% de acréscimo no valor da corrida, na saída de shows e grandes eventos. Uma portaria autorizando essa cobrança foi publicada nesta quarta-feira, 6, no Diário Oficial do Município. Sindicatos ligados à categoria divergem sobre a validade da medida.

Por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) foi instituída a tarifa “Bandeira 3”. Segundo o texto da portaria, a Bandeira 3 somente poderá ser aplicada em viagens iniciadas na saída de grandes eventos, como espetáculos, feiras, congressos, eventos esportivos e acontecimentos oficiais da cidade, que forem previamente cadastrados no Departamento de Transportes Públicos ( DTP). O acréscimo das Bandeiras 2 e 3 são opcionais dos taxistas.

Ainda de acordo com a portaria, é dever do taxista informar ao usuário, antes do início da viagem, sobre a aplicação da tarifa diferenciada. O DTP irá criar um modelo de aviso para ser colocado sobre o painel – que irá informar sobre a vigência da tarifa. 

A tarifa de Bandeira 3 corresponderá ao acréscimo porcentual de 30% na tarifa sobre o valor cobrado na Bandeira 2, para todas as Categorias do Sistema de Táxis. Por exemplo, em uma corrida cujo valor marcado no taxímetro seja de R$ 20,50 na Bandeira 2, o valor a pagar será de R$ 24,58 na Bandeira 3. 

A verificação dos taxímetros será feita pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (IPEM). Os taxistas de todas as categorias ficam obrigados a proceder à verificação dos respectivos taxímetros, nos prazos estabelecidos pelo próprio IPEM.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos de São Paulo (Sinditaxi), Natalício Bezerra Silva, a categoria não foi consultada sobre a existência de uma Bandeira 3. “A categoria não quer essa tarifa. Não fomos consultado. Ela não atende aos nossos interesses. Aliás, ela deve atender a outros interesses que não o do taxista – que quer cobrar uma tarifa justa que atenda os clientes da cidade”, disse.

Já para o presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxi no Estado de São Paulo, Antonio Matias, conhecido como Ceará, a "Bandeira 3" é um avanço. "O motorista fica esperando em bolsões na saída dos grandes eventos. Enquanto ficamos esperando, estamos perdendo a oportunidade de outras viagens. Além disso, quem trabalha com aplicativo tem a questão do preço dinâmico das tarifas. A 'Bandeira 3' é uma compensação para o taxista", disse. 

Táxi Comum

Bandeira 1 (das 6h às 20h, de segunda a sábado) - R$ 4,50 mais a tarifa de R$ 2,75 por quilômetro rodado;

Bandeira 2 (das 20h às 6h, de segunda a sábado, e o dia todo aos domingos) – Acréscimo opcional de 30% sobre a tarifa quilométrica.

Bandeira 3 (viagens iniciadas em grandes eventos previamente cadastrados no DTP) — Acréscimo opcional de 30% sobre a tarifa da Bandeira 2.

Tudo o que sabemos sobre:
táxiSão Paulo [cidade SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.